Os atletas TT, Tatiane Ferreira e Gabriel Nogueira, relatam como foi a excelente participação deles no Rio Triathlon!

GABRIEL NOGUEIRA

O mar que estava agitado no dia anterior deu uma trégua. Largada com 10 min de atraso por causa de um acidente na noite anterior em um dos trechos onde ocorreria o ciclismo. Organização agiu rápido e o percurso estava limpo.

O banco de areia estava mto alto, o que fez com que a chegada à primeira bóia fosse mais deep running do que natação. A primeira volta foi bem travada, mtos atletas juntos. Já na segunda volta, pude fazer minha natação com mais espaço, segui a estratégia e saí bem da água. A medição deu 1300m de natação (a organização avisou que estava um pouco mais curta por causa da maré).

Transição feita com rapidez, saí na frente de grande parte dos atletas que saíram da água comigo. Com 1km de prova, fui alcançado pelo pelote (vácuo liberado na prova). Andei com este grupo com alguns km mas o ritmo estava mto forte. Preferi encaixar meu ritmo por conta e esperei um segundo pelote passar. Neste segundo, andei bastante tempo mas, num vacilo na hora de me hidratar, perdi a roda.

Fiquei quase uma volta toda sozinho (eram 4 no total) qndo na útlima volta fui alcançado por um outro pelote e segui com eles até o final do ciclismo.

O percurso tem alguns paralelepípedos que castigam demais os braços e a equipamento. Mta caramanhola no chão por causa deles.

Mais uma vez, a transição fez diferença: saí na frente de todos os atletas deste pelote.

Imprimi um ritmo forte na corrida mas de olho na percepção do esforço. Fui c pace médio de 4/km até o km 8. Mas o sol começou a castigar bastante e não consegui mantê-lo mais. A última volta (eram 3) foi bem sofrida, pace subindo cada vez mais porém consegui fechar a prova num ritmo bom.

Fiquei em 24˚ geral da prova e 9˚ da categoria (30-40).

Grande abraço e obrigado pelos treinos!!!!

 

TATIANE FERREIRA

Bom, nesse domingo participei da 2ª etapa do Rio Triathlon na categoria Sprint.
Falando um pouquinho da prova:
Natação – como disse o amigo Grabriel Nogueira, foi …deep running, mar agitado, correnteza e distância um pouco diminuída (650 m no Garmin);
T1 – bem longa;
Bike – foi liberado vácuo e, tirando umas faixas de paralelepípedos, o percurso foi top! Totalizou 25 Km em 2 voltas de 12,5;
T2 mais curta porém entre paralelepípedos ate chegar no tapete. Para mim que tenho pe d  tartaruga n foi um problema rs
Corrida – foi plano, lisinho em uma reta na orla com 2,5  de ida e volta de outros 2,5 com hidratação a cada 1, 5.
Resumo: Nota 9. Seria 10 se não fossem os paralelepípedos. Quanto ao mar agitado, acontece. Amei D+ e quero voltar.
Super recomendo, afinal … Rio de Janeiro é Rio.
Tem mais: email de agradecimento da organização e o tratamento top para os atletas com frutas e hidratação + massagem, além de banheiros exclusivos.